4, v.2Uso de ferramentas de SIG para inventário preliminar de potenciais remanescentesUtilização de GLP na secagem do arroz author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic event listing  

Encontro de Energia no Meio Rural



Abstract

OCACIA, Gilnei Carvalho, DUARTE, Humberto Amaral, MARTINS, Franco Muller et al. Uso racional de energia em estações de bombeamento de água para irrigação de arroz. In Procedings of the 4th Encontro de Energia no Meio Rural, 2002, Campinas (SP) [online]. 2002 [cited 22 May 2024]. Available from: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000022002000200063&lng=en&nrm=iso> .

Neste trabalho, foram analisadas 138 instalações de bombeamento utilizadas para irrigação de arroz na região Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Os levantes foram classificados por altura: até 10m; entre 10 e 15m; entre 15 e 20m; entre 20 e 25m; e, maior que 25m. Foi constatado um grande potencial de conservação de energia, pois para uma potência total instalada, nos sistemas analisados, de 8757 kW, verifica-se uma potência líquida requerida de 4155 kW, representando 47,44% da potência instalada. Os principais motivos de perdas são tubulações mal dimensionadas, utilização de bombas de baixa eficiência, falta de manutenção, super dimensionamento de bombas, bombas mal instaladas e baixo fator de potência. Os levantes que apresentam maior altura de recalque são os mais eficientes. Isto é decorrência da utilização de bombas centrífugas (que apresentam melhor rendimento em alturas superior a 10m) e ao fato de apresentarem uma maior demanda de potência útil, obrigando o lavoureiro a ter um maior cuidado com toda sua instalação. Onde as alturas de recalque são pequenas, devido a situação topográfica privilegiada, há uma preocupação menor com os custos. Para possibilitar a comparação entre sistemas com diferentes alturas de recalque, foi estabelecido um índice de potência por unidade de área e de altura (W.ha-1.m-1), que indica a demanda para a irrigação de um hectare de lavoura, por metro de elevação da água. Os sistema eficientes devem apresentar valores menores que 30 W.ha-1.m-1 .Nos sistemas analisados, os valores variaram de 25 W.ha-1.m-1, até maiores do que 100 W.ha-1.m-1 .

Keywords : Bombeamento; irrigação; arroz.

        · abstract in english     · text in portuguese     · pdf in portuguese