5, v.2Impactos da expansão da geração distribuída nos sistemas de distribuição de energia elétricaInstalação de uma pequena central termelétrica a biomassa e cogeração com sistema de refrigeração por absorção: alternativa para pequenas comunidades agrícolas isoladas author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic event listing  

Encontro de Energia no Meio Rural



Abstract

COELHO, Suani Teixeira, SILVA, Orlando Cristiano da, VELAZQUEZ, Sílvia Maria Stortini González et al. Implantação e testes de utilização de óleo vegetal como combustível para diesel geradores em comunidades isoladas da Amazônia. In Procedings of the 5th Encontro de Energia no Meio Rural, 2004, Campinas (SP) [online]. 2004 [cited 28 May 2024]. Available from: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000022004000200005&lng=en&nrm=iso> .

O projeto PROVEGAM "Implantação e testes de uma unidade de demonstração de utilização energética de óleo vegetal", testou em condições operacionais de campo, o funcionamento de um diesel gerador, adaptado para utilizar óleo de dendê "in natura" como combustível, na comunidade Vila Soledade, localizada no município de Moju, Pará. A vila Soledade é uma comunidade isolada que possui aproximadamente 700 habitantes e é localizada a 100 km da prefeitura municipal, mais 30 minutos de barco. Anteriormente ao projeto, a energia elétrica dessa comunidade era gerada por um grupo gerador a diesel, obsoleto e muito caro para ser operado pela comunidade, já que o óleo diesel chegava à comunidade com um alto preço, por ser trazido de fora. O projeto PROVEGAM instalou e testou o funcionamento de um grupo gerador MWM, modelo TD229, brasileiro, adaptado com um kit conversor para que o mesmo possa operar com óleo de dendê "in natura" durante 6 horas por dia. Devido à alta viscosidade do óleo de dendê, foi necessário aquecer o óleo vegetal antes do mesmo ser injetado no motor. A operação é iniciada e finalizada com óleo diesel para aquecer o óleo de vegetal e limpar o sistema de possíveis resíduos. O utilização do óleo dendê se justifica por ser produzido na região, o que significa que não precisa ser trazido de outro local. Atualmente, o grupo gerador está operando na comunidade durante 5 horas diárias com óleo de dendê, e uma hora com óleo diesel e já conta com mais de 1600 horas de teste. Os resultados até o momento confirmaram as premissas concebidas, e esse modelo de geração de energia elétrica já é recomendado para ser implantado em outras comunidades da região amazônica.

Keywords : Óleo vegetal; desenvolvimento sustentável; comunidades isoladas; grupo gerador.

        · abstract in english     · text in portuguese     · pdf in portuguese