6O que mantém educadores e alunos na escola? Contribuições da psicanálise para a educaçãoA ilusão de superação do mundo adulto: psicanálise, educação e contemporaneidade author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic event listing  

Psicanálise, Educação e Transmissão


On-line ISBN 978-85-60944-08-8

Abstract

TEPERMAN, Daniela. O psicanalista na instituição de educação infantil: uma posição ética.. In: PSICANALISE, EDUCACAO E TRANSMISSAO, 6., 2006, São Paulo. Proceedings online... Available from: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000032006000100028&lng=en&nrm=abn>. Acess on: 15 June. 2024.

O psicanalista na instituição de educação infantil tem diante de si o desafio de transitar entre o singular e o coletivo, procurando garantir espaço para o sujeito inserido em um coletivo representado pela instituição e toda engrenagem que garante seu funcionamento. Este profissional atua introduzindo intervenções que contemplam a singularidade diante dos impasses produzidos pelo encontro do sujeito com a ordem institucional, ao mesmo tempo em que reafirma a lei necessária e fundamental representada por esta. Neste sentido, a tendência do psicanalista neste âmbito é pender para intervenções pensadas a partir daquilo que deve ser garantido para o sujeito em determinado momento de sua "vida institucional". Os bebês que ingressam na creche, as crianças que apresentam dificuldades em sua constituição psíquica e/ou desenvolvimento - os chamados casos de inclusão - são aqueles que requerem permanentemente intervenções específicas, respostas singulares às demandas que nos apresentam. No entanto, há intervenções que visam justamente "diluir" aquilo que passa a singularizar uma criança na instituição. Refiro-me aqui aos efeitos de prescrições médicas que muitas vezes são encaminhadas à escola, grande parte delas preconizando dietas alimentares a serem garantidas no espaço institucional. Este trabalho tem como objetivo discutir as intervenções possíveis diante destas prescrições, intervenções sustentadas no comprometimento radical com o sujeito, no reconhecimento da singularidade de cada situação, assim como as possibilidades de leitura do posicionamento e dos efeitos em cada instância envolvida: as famílias, as crianças e os educadores.

        · text in portuguese