6A relação com o saber para a psicanáliseA (re)invenção da infância em casos de inclusão: entre traços e travessias author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic event listing  

Psicanálise, Educação e Transmissão


On-line ISBN 978-85-60944-08-8

Abstract

FREITAS, Maria da Glória Feitosa. O ensinar e o aprender a ser dramista: histórias de "submissão" incondicional ao desejo de representar.. In: PSICANALISE, EDUCACAO E TRANSMISSAO, 6., 2006, São Paulo. Proceedings online... Available from: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000032006000100050&lng=en&nrm=abn>. Acess on: 23 June. 2024.

A partir de 2002, iniciando o Doutorado, quis pesquisar sobre as protagonistas de um movimento que durou mais de 60 anos e que interligaria antigas e atuais brincantes de dramas cantados em Guriú, localizado no litoral Oeste do Ceará. Essa intenção de investigação, e que se expressou na Pesquisa de Doutorado realizada em 2004, amparou-se na escolha metodológica de percorrer a trajetória de existência dos dramas cantados de Guriú, através da memória de suas dramistas (Histórias orais) ou de observação direta de espetáculos ou ensaios. A Pesquisa fez esclarecer as suposições iniciais do Projeto de Pesquisa: Seriam educadores todos os adultos responsáveis em todos os tempos em ensaiar dramistas-meninas? Poderíamos chamar essas mulheres de Mestras de drama e as meninas-mocinhas de dramistas aprendizes ou aprendizes de dramas? Haveria um "método" menos ou mais apropriado de ensinar dramas? Ou as mestras de drama inventavam suas "estratégias" no caminhar? Será que cada uma das que denominamos de mestras de drama agem com suas marcas pessoais? São movidas pelo desejo de ensinar os dramas às novas gerações? Em que essa experimentação estética modificou as vidas das meninas-dramistas ?

Keywords : aprender; ensinar; mestras e aprendizes dramistas.

        · text in portuguese