8, v.2Innovating through "communicative acts"Educational games for mothers of pre-term babies: creativity in health education author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic event listing  

Brazilian Nursing Communication Symposium
SIBRACEN


Abstract

MENDES, Isabel Amélia Costa, ANDERSSON, Margareta, HAYASHIDA, Miyeko et al. Revelação sobre diagnóstico e prognóstico graves: a questão sob a ótica de enfermeiros da Suécia e do Brasil. In Proceedings of the 8. Brazilian Nursing Communication Symposium, 2002, San Pablo (SP, Brazil) [online]. 2002 [cited 03 March 2021]. Available from: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000052002000200052&lng=en&nrm=iso> .

Trata-se de estudo exploratório acerca de algumas questões éticas ao revelar o diagnóstico/prognóstico grave à familia e paciente, quanto à sua ocorrência e freqüência nas realidades brasileira e sueca, do ponto de vista de enfermeiros pós-granduandos de ambos os países. A amostra de brasileiros é composta por 62 e a sueca por 55 enfermeiros. A maioria dos brasileiros afirmou que revelar o diagnóstico (85,5%) e prognóstico (75,8%) ao paciente é um problema freqüente ou muito freqüente, sendo minimizado quando a revelação é para a família. Mas, esta situação nunca ou raramente (58,2 a 63,7%) é vista como problema para a maioria dos enfermeiros suecos, seja para informar o diagnóstico ou prognóstico, à família ou ao paciente. Na Suécia, a maioria dos pacientes é informada sobre o diagnóstico (98,2%) e prognóstico (90,9%) mas a família não é informada quanto ao diagnóstico (94,6%) e prognóstico (85,5%) antes do consetimento do paciente. No Brasil, ocorre o inverso, a família é mais informada sobre o diagnóstico (50%) e prognóstico (56,5%) do que quando se trata de revelar diretamente ao paciente.

Keywords : ética; enfermagem; diagnóstico; revelação; humanização.

        · abstract in english     · text in portuguese     · pdf in portuguese