7O trabalho e o trabalhador idosoA experiência do trabalhador offshore: o caso de operadores de ROV índice de autoresíndice de assuntospesquisa de trabalhos
Home Pagelista alfabética de eventos  

Seminário de Saúde do Trabalhador de Franca


ISBN 978-85-62480-96-6 versão impressa

Resumo

CARMO, Onilda Alves do. Os homens e a construção e reconstrução da identidade de gênero. In Anais do 1º... Seminário de Saúde do Trabalhador de Franca, 2010, Franca (SP, Brasil) [online]. 2010 [citado 10 Agosto 2020]. Disponível em: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000112010000100008&lng=pt&nrm=iso> .

A construção das masculinidades passa pelo trabalho produtivo, pela sexualidade e pela definição dos papéis socialmente construídos. A masculinidade assim como a feminidade é uma construção social na qual estão imbricados não só os processos sociais, mas também os processos psicológicos, subjetivos. Portanto, o trabalho e o desempenho sexual funcionam como as principais referências para a construção do modelo de comportamento dos homens. Desde cedo dos meninos crescem assimilando a idéia de que, com o trabalho, serão reconhecidos como homens, porque através do trabalha vão adquirir liberdade e autonomia. O trabalho define a primeira marca de masculinidade, na medida em que, no plano social, viabiliza a saída da própria família. A masculinidade como construção social, não é homogênea e não está baseada somente na valorização do órgão sexual como elemento dominador da mulher, mas também por outros atributos.

Palavras-chave : Masculinidade; Gênero; Trabalho; Depressão.

        · texto em português     · pdf em português