7Um olhar no tema de homens e masculinidades sobre a saúde do trabalhadorTrabalho e saúde mental: estudo com trabalhadores da indústria calçadista de Franca (SP) índice de autoresíndice de materiabúsqueda de trabajos
Home Pagelista alfabética de eventos  

Seminário de Saúde do Trabalhador de Franca


ISBN 978-85-62480-96-6 versión impresa

Resumen

FREITA, Talita Bertanha de y RIBEIRO, Daniela de Figueiredo. Marcas de resistência e assujeitamento: os corpos e o cotidiano de mulheres que trabalham na costura de sapatos. In Anales del 1º Seminário de Saúde do Trabalhador de Franca, 2010, Franca (SP, Brasil) [online]. 2010 [citado 12 Abril 2021]. Disponible en: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000112010000100016&lng=es&nrm=iso> .

Através de um trabalho etnográfico foram feitos três estudos de caso problematizando a vivência de assujeitamento e resistência em três mulheres que trabalham na costura de sapato. Este estudo buscou compreender como se dá o processo de produção de subjetividade de trabalhadores de fábrica de calçado, de bancas de pesponto e de costura manual. Inicialmente foram feitas observações participantes, em seguida, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com três trabalhadoras. Os dados passaram por uma análise de conteúdo. Foram observadas, para além do assujeitamento, micro potências de criação e desejo, possíveis formas de resistência que emergem pela via corporal.

Palabras llave : Trabalho; Saúde; Etnografia; Produção de Subjetividade.

        · texto en portugués     · pdf en portugués