3, v.2Multipolaridade e multilateralismo: o G20 e a relação entre poder e governança no século XXIA China diante dos desafios internacionais pós-hegemônicos no século XXI: alternativas de poder num período de caos sistêmico author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic event listing  

3° Encontro Nacional ABRI 2011


Print ISBN 2236-7381

Abstract

BRANCOL, Fernando. Atores não-estatais como agentes de securitização em conflitos: o papel de companhias miliatares privadas na guerra do Afeganistão. In Proceedings of the 3rd ENABRI 2011 3° Encontro Nacional ABRI 2011, 2011, São Paulo (SP, Brazil) [online]. 2011 [cited 19 January 2022]. Available from: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000122011000200011&lng=en&nrm=iso> .

O presente artigo tem como objetivo analisar o papel de atores não-estatais, especificadamente Companhias Militares Privadas (CMP), como agentes de Securitização na Guerra do Afeganistão. Apesar de pouco estudadas, tais entidades possuem significativa capacidade de exercer influência na promoção de determinados pontos nevrálgicos relacionados com a segurança deste país do Oriente Médio. O paper irá estabelecer uma análise empírica - baseada principalmente em memorandos e publicações de tais Atores - determinando as similaridades com as decisões tomadas pela Coligação de Estados, liderada pelos EUA, que ocupam atualmente o país. O paper conclui apontando o alto grau de coincidência entre os apontamentos produzidos pelas CMP e as decisões analisadas.

Keywords : Companhias Militares Privadas; Securitização; Estados Unidos; Afeganistão.

        · text in portuguese     · pdf in portuguese