3, v.2A gestão estratégica no governo e a cooperação internacional para o desenvolvimento como geradores de valor público - uma análise estratégica por "jogos ocultos" e em "dois níveis"Analysis of chinese diplomacy: the "peaceful rise" and its questioning author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic event listing  

3° Encontro Nacional ABRI 2011


Print ISBN 2236-7381

Abstract

ADAM, Gabriel Pessin. As relações Russo-Japonesas no início do século XXI. In Proceedings of the 3rd ENABRI 2011 3° Encontro Nacional ABRI 2011, 2011, São Paulo (SP, Brazil) [online]. 2011 [cited 19 January 2022]. Available from: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000122011000200015&lng=en&nrm=iso> .

Desde o fim da Guerra Fria, a Federação Russa tem como objetivo principal a recuperação de seu status de grande potência no sistema internacional. Dadas suas capacidades, fragilidades, e a leitura que faz do ambiente sistêmico, a Rússia adotou como estratégia a defesa de uma ordem multipolar, e como táticas o pragmatismo e a economização de sua política externa. A efetividade do projeto russo implica na utilização de sua condição de país eurasiano. Todos esses fatores resultaram na revalorização do vetor oriental da política externa russa no início do Século XXI. Em função disso, Moscou estabeleceu uma parceria estratégica com a ascendente China, principal país asiático. Contudo, o segundo Estado mais importante da Ásia, o Japão, continua representando um desafio para o Kremlin. O que se pretende investigar no presente trabalho é justamente o desenvolvimento das relações russo-japonesas no pós-pós-guerra fria, tendo a visão russa como fio condutor. Para tanto, serão observados as razões pelas quais uma aproximação com o Japão seria benéfica a Moscou, bem como os empecilhos que até o momento tem obstado a criação de uma parceria consistente entre os dois países.

Keywords : Política externa; Rússia; Japão; Ilhas Kurile.

        · text in portuguese     · pdf in portuguese