3, v.3China na América Latina: suas estratégias, interesses e as implicações dessa aproximação Sino-Latio-Americana no relacionamento triangular China - América Latina - EUAEnvironmental displacements: the case of small island states índice de autoresíndice de materiabúsqueda de trabajos
Home Pagelista alfabética de eventos  

3° Encontro Nacional ABRI 2011


ISBN 2236-7381 versión impresa

Resumen

BACCARINI, Mariana Pimenta Oliveira. A reforma do conselho de segurança: uma questão de legitimidade e autoridade. In Anales del 3° ENABRI 2011 3° Encontro Nacional ABRI 2011, 2011, São Paulo (SP, Brasil) [online]. 2011 [citado 16 Junio 2024]. Disponible en: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000122011000300022&lng=es&nrm=iso> .

Responsável pela paz e pela segurança internacionais, o Conselho de Segurança (CS) é um dos principais órgãos da Organização das Nações Unidas. No entanto, desde o fim da Guerra Fria e a reconfiguração do poder no cenário internacional, diversos países e instituições vêm pedindo a reforma do Conselho devido a perda de autoridade e legitimidade deste, argumentando que a distribuição do poder internacional atualmente não está refletida na distribuição de assentos do órgão. Seguindo esta linha de raciocínio, este trabalho visa única e exclusivamente analisar proposições teóricas de diversos autores da ciência política a respeito da legitimidade e autoridade das instituições, tentando levar suas argumentações ao plano das relações internacionais de forma livre, em especial ao Conselho de Segurança. Longe de pretender elaborar uma proposta para sua reforma, este trabalho busca esclarecer um pouco mais porque a reforma do Conselho vêm se tornando algo urgente e inevitável, caso se queira manter a legitimidade e autoridade do órgão e da Organização das Nações Unidas em geral.

Palabras llave : Conselho de Segurança; legitimidade; autoridade; processo de tomada de decisão; Organização das Nações Unidas.

        · texto en portugués     · pdf en portugués