3, v.3A política externa independente brasileira: de Lula/Celso Amorim a Dilma Rousseff/Antônio Patriota e um breve resumo históricoA ação humanitária e a construção de estados liberal-democráticos: o caso do Timor Leste de 1999 a 2008 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de trabalhos
Home Pagelista alfabética de eventos  

3° Encontro Nacional ABRI 2011


ISBN 2236-7381 versão impressa

Resumo

BRESSAN, Regiane Nitsch. O desafio democrático para a integração Latino-americana.. In: 3° ENCONTRO NACIONAL ABRI 2011, 3., 2011, São Paulo. Anais eletrnicos... Associação Brasileira de Relações Internacionais Instituto de Relações Internacionais - USP, Disponvel em: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000122011000300038&lng=pt&nrm=abn>. Acesso em: 23 Maio. 2022.

O presente trabalho identifica a relação entre a questão democrática e o processo integracionista sul-americano. A partir de 1990, a América do Sul presenciou instabilidade política nos países da região. Contudo, se por um lado, a crise democrática afeta diretamente as propostas de integração, alguns exemplos de políticas regionalizadas em defesa da democracia foram decisivas para a sobrevivência desse regime em diferentes Estados latino-americanos. Ações comuns na região, logrando salvaguardar a estabilidade institucional relativa, em países como Equador, Paraguai e Peru, são exemplos relevantes desse fato. Portanto, esse trabalho pretende demonstrar que, embora o déficit democrático esteja presente nos países sul-americanos e caracteriza-se como um desafio às propostas integracionistas, os processos de integração podem contribuir de forma decisiva no aprimoramento e manutenção dos regimes democráticos na região.

Palavras-chave : Mercosul; Democracia; Integração Regional; América Latina; Instituições Democráticas.

        · texto em português     · pdf em português