3, v.3Quando o particular desloca o universal: notas de teoria política internacional sobre a Crítica da Razão PuraAsymmetrical conflict and the state: the neoterrorismo and new paradigms for the formulation of national defense policy author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic event listing  

3° Encontro Nacional ABRI 2011


Print ISBN 2236-7381

Abstract

PIERI, Vitor Stuart Gabriel de. A influência dos conflitos intermésticos socioambientais no processo de integração política sul-americana: da Guerra do Pacífico à atualidade.. In: 3° ENCONTRO NACIONAL ABRI 2011, 3., 2011, São Paulo. Proceedings online... Associação Brasileira de Relações Internacionais Instituto de Relações Internacionais - USP, Available from: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000122011000300056&lng=en&nrm=abn>. Acess on: 18 July. 2019.

O presente trabalho traz um conjunto de reflexões que buscam entender como os conflitos intermésticos latentes, surgem como vetores fragmentadores no processo de expansão e evolução da integração sul-americana. Nesse sentido, avalia-se o papel que os recursos naturais, classificados como ativos estratégicos comuns, assumem no aprofundamento das relações políticas entre os países do sub-continente, uma vez que, muitas das manifestações de conflitos são derivadas por disputas que envolvem o domínio sobre certos territórios com importante concentração destes recursos estratégicos. Deste modo, as fragilidades geradas pela carência de resoluções de determinados conflitos inter-estatais e domésticos, são consideradas um entrave político-territorial à integração e segurança cooperativa sul-americana. A partir de um levantamento sobre algumas variáveis como: os conflitos inter-estatais e domésticos; os países envolvidos nos conflitos; o período de máxima tensão; o nível de instabilidade gerado; o tipo de território em disputa; os recursos naturais em jogo; o rol de terceiros atores; a situação atual de hostilidades; e o nível de impacto político-institucional interno dos países envolvidos, buscou-se refletir sobre até que ponto é viável a integração política sul-americana sem antes resolver os diversos conflitos intermésticos latentes no sub-continente. Por outro lado, deve-se levar em consideração os limites e desafios que os ativos estratégicos comuns possuem como importantes vetores de convergência dos países sul-americanos em torno da unificação de agendas baseadas na securitização política dos recursos naturais em âmbito sub-regional.

Keywords : Integração sul-americana; Conflitos Intermésticos; Ativos Estratégicos Comuns.

        · text in portuguese     · pdf in portuguese